catolica

Vídeo currículo: sete dicas para fazer um

A pandemia veio e o afastamento social transformou rapidamente o mercado de trabalho. Muitas atividades que eram realizadas presencialmente, agora são feitas on-line ou por videoconferência. Uma delas é o vídeo currículo, um formato similar a videochamada, que passou a ser exigido ainda mais nesse período. 

 

Vídeo currículo: sete dicas para fazer um
Vídeo currículo: sete dicas para fazer um (Foto: Reprodução/Internet)

 

Para chamar a atenção dos recrutadores é preciso se destacar no formato e no roteiro da apresentação. De acordo com uma pesquisa realizada pela Catho, com cerca de 400 profissionais de seleção, mais de 60% dos recrutadores avaliam e descartam um currículo em até 30 segundos. Ou seja, é preciso impressionar o profissional já nos primeiros segundos da leitura do documento digital e do vídeo.  

O objetivo deste modelo de currículo é agilizar algumas etapas, reduzir custos de deslocamento para o candidato, ampliar o alcance de profissionais de outras cidades e, claro, nesse momento de pandemia, preservar a saúde e a segurança do candidato. 

O vídeo currículo também ajuda a identificar atributos importantes para a vaga solicitada, como a criatividade do candidato, a dedicação na hora de fazer o conteúdo, a fluência verbal, a capacidade de entendimento do briefing de entrevista e do cumprimento de prazos.

 

Passo a passo para fazer um vídeo currículo

Quanto tempo deve ter o vídeo currículo? 

A primeira regra para fazer um bom vídeo currículo é que ele deve ser breve, com cerca de 30 segundos a três minutos no máximo.

 

O que vestir durante a gravação?

No vídeo currículo é apresentado um pouco da marca pessoal. É preciso conhecer a identidade da empresa para decidir se é melhor se vestir de um jeito mais formal ou informal.

 

Em qual local gravar?

A gravação deve ocorrer em um local tranquilo, para captar bem o som. O espaço também deve ser bem iluminado, organizado, com um fundo neutro e não tão pessoal, sem muitos objetos de decoração, para que toda a atenção do recrutador seja para o candidato e o que está comunicando. É bom avisar a quem estiver em casa para não ocorrerem interrupções no momento da gravação. 

 

Enquadramento

É recomendado usar o celular na horizontal e contar com um apoio para que a imagem seja bem enquadrada e não fique tremida. Com relação à aparência, o melhor enquadramento é do busto para cima. E vale sempre olhar direto para a câmera.

 

Qual conteúdo apresentar?

O candidato deve se apresentar, falar o que você faz atualmente, quais são as suas características  profissionais, onde trabalhou, quais são seus projetos e resultados conquistados.

É bom falar sobre si, mas sem citar muitos nomes. Outra orientação importante é o recrutador entender já de início a área que o candidato atua. Quem executa uma atividade despojada, deve apresentar-se dessa forma. O mesmo vale se for um cargo mais formal.

Nesse primeiro contato com a empresa, a mesma pode solicitar algumas respostas específicas, como, por exemplo, por qual motivo o candidato deseja fazer parte do time de colaboradores da marca. É bom ser breve.

 

Contar a história

É bom fazer um pré-roteiro do que é importante falar, ensaiar algumas vezes antes de ligar a câmera até sentir que está passando a mensagem com leveza, simpatia e segurança. Se precisar, dá para gravar várias vezes. O treino intenso ajuda a melhorar a apresentação.

Também é recomendado evitar ler o currículo em papel, pois o vídeo é para transmitir justamente aquilo que o papel não consegue transmitir. Deve-se evitar erros de português, gírias e críticas a empregos anteriores.

Quem ficar inseguro diante das câmeras pode tentar falar como se estivesse conversando com um amigo. Isso pode ajudar a relaxar.  

 

Autenticidade

O candidato deve usar um tom de voz leve e natural. Dar respostas prontas e tentar ser alguém que não é, para agradar e conquistar a vaga, são dois erros graves que devem ser evitados. A autenticidade é um fator que ganha destaque no vídeo currículo. 

 

Central de Carreiras da Católica de Santa Catarina

A Católica de Santa Catarina dá suporte aos seus acadêmicos e egressos para o preparo para as entrevistas por meio dos serviços disponíveis na Central de Carreiras. São workshops que ajudam o estudante a traçar o planejamento profissional e a desenvolver competências socioemocionais, como criatividade, inovação e liderança. A Central de Carreiras também disponibiliza a possibilidade de cadastrar o currículo e concorrer a vagas de estágios e empregos, selecionadas por especialistas.

 

 

Por: Fabiana Polonio

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *