Tupy seleciona startups para seu programa de aceleração ShiftT

A Tupy selecionou startups para seu programa de aceleração ShiftT. São elas: Hedro e Pix Force, anunciadas em dezembro, e a Exy, revelada neste ano.

Conforme a empresa, estas startups têm em comum uma forte conexão com as principais tendências tecnológicas do mundo, apresentadas há pouco na Consumer Electronics Show (CES), organizada pela Consumer Technology Association (CTA).

Também disse que a feira, realizada desde o final da década de 60, apresenta produtos de tecnologia inovadores, que ganham aplicação direta no dia a dia, além de ser um dos locais mais importantes para lançamento de tendências e direções tecnológicas que influenciam vários segmentos de negócios.

Em relação à ShiftT, este é o primeiro programa de aceleração, e é resultado de um processo intenso junto às mais de 100 inscritas.

Mentores formados na companhia, líderes das áreas de negócio e a diretoria foram envolvidos na avaliação.

  • Conheça o ELEVE CRM, nossa solução para vendas complexas

Tupy: as selecionadas

Com sede no Paraná, a Exy é uma healthtech que visa contribuir com a segurança, produtividade e ergonomia em ambientes industriais. Um de seus produtos é o Exy One, um exoesqueleto vestível que pode reduzir o esforço do usuário em até 30%, seguindo a tendência de human mobility, que discute as diversas possibilidades da robótica avançada para contribuir com a mobilidade dos seres humanos.

Já a Hedro é uma startup mineira que se encaixou perfeitamente no perfil de Digital e Indústria 4.0 procurado pela Tupy. A equipe é especialista no desenvolvimento de tecnologias emergentes (hardware, firmware e software) e na integração delas ao ambiente industrial.

O mesmo conceito de coleta de dados que gera inteligência e entregam valor dentro da experiência do usuário em casa, a chamada “casa inteligente” apresentada na CES, é utilizado pela Hedro, que, por meio de sensores e muita análise de dados, visa melhorar a manutenção preditiva e o aumento da disponibilidade das máquinas.

A Pix Force (RS), por sua vez, desenvolve soluções utilizando tecnologias de visão computacional, inteligência artificial e machine learning. Tornando possível uma inspeção visual precisa, que melhora a qualidade do processo e também contribui com a ergonomia dos colaboradores que atuam nele.

É a aplicação do conceito de machine learning, demonstrando na CES em diferentes segmentos, que torna o sistema de câmeras e reconhecimento de imagens um importante fator na tomada de decisões. O algoritmo desenvolvido pela PIX consegue identificar tudo o que o olho humano é capaz de ver e classificar de forma precisa e rápida.

 

[pjtech@portaljoinville.com.br]

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *