Startups atraem US$ 15 bi e batem recorde na América Latina, diz associação

As startups atraíram US$ 15 bilhões e bateram recorde na América Latina, segundo a Associação para Investimentos de Capital Privado na América Latina (LAVCA).

De acordo com o levantamento, o movimento criou uma classe de startups que valem pelo menos US$ 1 bilhão, também chamadas de “unicórnios”, em uma região que rapidamente se tornou um alvo para fundos de venture capital.

Segundo a Bloomberg, as startups atraíram US$ 15,3 bilhões no ano passado, mais que o triplo do recorde anterior, de US$ 4,9 bilhões em 2019.

Também disse que o financiamento em todos os principais países atingiu um recorde, liderado pelo Brasil, e a tecnologia financeira, ou fintech, conquistou mais do que qualquer outro setor, disse a associação com sede em Nova York.

E acrescentou que fundos internacionais estão fazendo parcerias com empresas locais em rodadas de investimento grandes e pequenas.

Eles ajudaram a criar 17 startups privadas no valor de US$ 1 bilhão ou mais no ano passado, incluindo empresas no México, como a revendedora de carros usados Kavak, avaliada em US$ 8,7 bilhões. O México não tinha unicórnios até janeiro de 2021, de acordo com o LAVCA.

Ainda de acordo com a agência, o financiamento de risco no primeiro semestre do ano passado aumentou 128% nos mercados emergentes, em relação ao ano anterior. Na América Latina, cresceu 335%.

  • Conheça o ELEVE CRM, nossa solução para vendas complexas
Com investimentos recordes em startups, mercado de crowdfunding projeta crescer o dobro
.

 

[pjtech@portaljoinville.com.br]

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *