bolsas_estudo

Secretaria de Educação impulsiona produção de produtos rurais de Joinville

Secretaria de Educação impulsiona produção de produtos rurais de Joinville
Secretaria de Educação impulsiona produção de produtos rurais de Joinville

 

 

Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria de Educação, amplia a quantidade de produtos alimentícios fornecidos por produtores rurais na alimentação escolar. Pela primeira vez, a tilápia usada na merenda será com os peixes cultivados por piscicultores da cidade. A entrega de cinco mil quilos iniciou esta semana em todas as unidades escolares Rede Municipal de Ensino.

Apesar de já atender a legislação federal para contratar 30% dos produtos da merenda por meio da agricultura familiar, a intenção é aumentar a quantidade de itens produzidos em Joinville. “Primamos pela qualidade da merenda escolar e também queremos garantir que produtos feitos em Joinville estejam nos pratos dos estudantes. É uma forma de garantir a sustentabilidade econômica para nossos produtores”, afirma a Secretária de Educação Sonia Victorino Fachini.

Para evoluir neste quesito, uma equipe de nutricionistas e técnicos de setor da alimentação da Educação faz constante busca de produtos feitos na cidade. “Para dar conta da grande quantidade de fornecimento precisamos também de regularidade na produção e entrega e toda certificação sanitária. Por isso, fazemos encontros com a Epagri, Sama (Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente) e associações rurais para pesquisa de novos produtos”, explica a secretária de Educação.

O fornecimento de tilápias cultivadas em Joinville faz parte deste trabalho. Para Fabiano Vital da Silva Alexandre, da Associação Joinvilense de Aquicultores, a união entre a Prefeitura e a associação ajudou no entendimento do processo burocrático e as exigências prevista no Programa Nacional da Alimentação Escolar.

“Os produtos da agricultura familiar tem comprovação de qualidade, pois são mais frescos, mais saborosos e saudáveis, além da valorização do nosso produtor e fomento do comércio local”, relata.

Em 2018, foram 35 itens entre frutas, verduras, pães caseiros e doces de fruta da agricultura familiar. Para 2019, a lista já aumentou e deve crescer ainda mais com produtos locais na alimentação escolar. Além da novidade da tilápia cultivada em Joinville, a Secretaria de Educação realizou licitação para incluir o leite produzido na cidade. O processo de chamamento público para a compra do leite pasteurizado (em pacote) já ocorreu e o fornecimento está previsto para iniciar nas próximas semanas.

A diretora executiva da SED Gisele Cristine da Silva explica outras novidades que também devem constar em breve na alimentação dos alunos, como o chineque e a cuca colonial, sempre com cardápios que contemplem os nutrientes necessários.

“Para o ano de 2020, vamos acrescentar mais variedades de produtos locais, como palmito pupunha, biomassa e farinha de banana verde, outros sabores de doce para pão, como abóbora com coco, laranja e goiaba, além de chineque, cuca de banana, biscoito amanteigado, banana passa e uma variedade a mais de pães.” detalha.

Diariamente são servidas cerca 62 mil refeições em 86 escolas e 70 Centros de Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino de Joinville.

 

 

Por: Secom

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *