bolsas_estudo

Secretaria da Saúde de Joinville realiza evento de conscientização sobre uso de antibióticos

Secretaria da Saúde de Joinville realiza evento de conscientização sobre uso de antibióticos
Secretaria da Saúde de Joinville realiza evento de conscientização sobre uso de antibióticos (Foto: NSC Total)

Nesta quarta-feira (29/5), a Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria de Saúde (SES) realizou a atualização multidisciplinar em Farmacologia, com foco no uso racional de medicamentos antimicrobianos, ou seja, os antibióticos.

O evento reuniu médicos, odontólogos e farmacêuticos da rede municipal de saúde, além de servidores da atenção primária, das Unidades de Pronto Atendimento (Pas), do Hospital São José e profissionais atuantes nos municípios que participam do grupo de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde (GTES).

Embora a comercialização de antibióticos seja permitida apenas mediante apresentação da receita médica, a indicação desses medicamentos em larga escala pode gerar danos à saúde individual, coletiva e ao meio ambiente.

De acordo com a gerente de Assistência Farmacêutica e Laboratório da SES, Louise Delatorre, existe uma movimentação mundial acerca da redução do uso de antimicrobianos. No final de 2018, o Ministério da Saúde lançou o Plano de Ação Nacional para Prevenção e Controle da Resistência aos Antimicrobianos do Brasil (PAN-BR).

“Como não é possível comprar os medicamentos sem receita, vamos trabalhar com os prescritores para que eles também consigam prescrever de forma responsável”, afirma.

Uma das principais preocupações sobre o uso excessivo de antibióticos é a resistência criada pelas bactérias que as torna cada vez mais fortes e mais difíceis de serem combatidas.

Além disso, o uso inadequado dos medicamentos pode afetar bactérias boas existentes no organismo e desencadear outros problemas de saúde.

Para apresentar os temas, o evento de atualização recebeu a médica infectologista, Flávia Gregori, que falou sobre o uso racional de antimicrobianos voltado à atenção primária, e sobre resistência bacteriana; o médico infectologista do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, Marcelo Mulazani, que abordou as consequências da resistência bacteriana em nível hospitalar, bem como a atuação da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH); e o professor do curso de Farmácia da UNIVILLE, Eduardo Manoel Pereira, que discorreu sobre infecções odontogênicas e bucais, sobre a prescrição para grupos específicos como gestantes, diabéticos e interações e, ainda, sobre interações medicamentosas dos antimicrobianos.

Em Joinville, a seleção dos medicamentos fornecidos pela Secretaria de Saúde é realizada pela Comissão de Farmácia e Terapêutica (CFT), formada por médicos, farmacêuticos, enfermeiros e com a participação de odontólogos e nutricionistas como conselheiros consultivos.

“A CFT faz o estudo de inclusões e exclusões de medicamentos, bem como a elaboração de materiais informativos, e define o elenco que deve ser adquirido. Temos como critérios o uso da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME), o perfil da população e o melhor custo-benefício”, explica Louise.

O elenco básico de medicamentos da Secretaria da Saúde de Joinville conta com 30 tipos de antimicrobianos, sendo 26 deles do elenco básico, fornecidos à comunidade, e outros quatro de uso exclusivo das Unidades de Pronto Atendimento (PAs). Há, ainda, os antimicrobianos hospitalares utilizados pelo Hospital São José.

Por: Secom

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *