Saúde de Joinville alerta população para combate ao Aedes aegypti

O acúmulo e o descarte inadequado de lixo doméstico, móveis e resíduos de materiais de construção, em terrenos públicos e particulares, são um dos principais fatores que contribuem para o surgimento de novos focos do mosquito Aedes aegypti, vetor de doenças como dengue, Zika vírus, febre Chikungunya e febre amarela.

 

Saúde de Joinville alerta população para combate ao Aedes aegypti
Saúde de Joinville alerta população para combate ao Aedes aegypti

 

“As pessoas devem separar o lixo que têm em casa, descartá-lo em sacos plásticos apropriados e colocá-lo na rua para que o caminhão recolha. A população não utiliza as políticas públicas existentes e jogam o lixo no seu próprio pátio ou em terrenos baldios ou públicos”, alerta o gerente do Serviço de Vigilância em Saúde da Secretaria da Saúde de Joinville (SES), Henrique Deckmann.

A coleta de móveis, eletrodomésticos inservíveis e animais mortos pode ser solicitada e agendada gratuitamente junto à empresa Ambiental, responsável pela limpeza urbana de Joinville, pelo telefone (47) 3441-0400, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

O pedido de atenção vale, também, para as cooperativas e profissionais que trabalham com reciclagem: “As pessoas precisam ser capacitadas para ter o local adequado para recolher o material reciclado e vendê-lo em, no máximo, duas semanas, evitando o surgimento de focos do mosquito da dengue e outros riscos como escorpiões, cobras e roedores”, completa o gerente.

Além dos cuidados com o lixo, a população deve adotar outras medidas preventivas para combater o mosquito e prevenir a dengue, tais como: eliminar qualquer tipo de recipiente (até mesmo tampinhas de garrafa pet) que possa acumular água; tratar a água de piscinas com cloro, pelo menos uma vez por semana; retirar os pratinhos debaixo dos vasos de plantas; verificar a vedação da caixa d’água; colocar tela de proteção nos ladrões e nas caixas de passagem; higienizar semanalmente os potes de alimentos dos animais com bucha; desobstruir as calhas d’água; usar repelente.

 

Ações de orientação e limpeza

As equipes da Secretaria da Saúde e da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (SAMA) continuam realizando ações comunitárias de orientação e limpeza nos bairros considerados mais infestados por focos do mosquito Aedes aegypti.

De 27 a 29 de abril, os agentes estarão no Jardim Iririú e nas regiões do Comasa e Espinheiros. Já entre os dias 04 e 07 de maio, as ações serão realizadas no bairros Ulysses Guimarães e Paranaguamirim.

Os cidadãos que desejarem ajudar nas ações, como voluntários, podem acompanhar as equipes utilizando máscara e repelentes.
 

Números da dengue em Joinville

Desde o início deste ano, Joinville já confirmou 989 casos de dengue. Números atualizados do Serviço de Vigilância Ambiental, apontam mais de 2 mil focos positivos do mosquito.

Cerca de 15 bairros da cidade estão infestados pelo mosquito Aedes aegipty. Os mais críticos são Boa Vista, Bucarein, Comasa, Espinheiros, Floresta, Guanabara, Fátima, Itaum, Jardim Iririú, Jardim Sofia e Jarivatuba.

 

 

 

Por: Secom

Mais notícias

Educa Mais Brasil

 

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *