Plano estratégico sintonizado com a comunidade

Plano estratégico sintonizado com a comunidade
Plano estratégico sintonizado com a comunidade

 

Desde o final do ano passado, a ACIJ vem trabalhando na atualização do seu Planejamento Estratégico, com o objetivo de cumprir ainda melhor o seu papel, de contribuir para o fortalecimento das nossas empresas, bem como para o desenvolvimento social e econômico da comunidade onde estamos inseridos. O planejamento visa garantir a perenidade e a credibilidade da instituição.

Um de nossos diretores costuma dizer que “de nada adianta uma ilha de excelência cercada de miséria”. De certa forma, a afirmativa traduz o que pensam nossos empresários. “O que é bom para Joinville, é bom para a ACIJ”, afirma outro conselheiro da Casa.

E não é somente por consciência ou responsabilidade social. O pragmatismo ensina que, se tivermos uma sociedade mais rica, em todos os sentidos, suas empresas serão igualmente mais eficientes e bem-sucedidas.

E, “Se a ACIJ não fizer, quem fará?”, sempre perguntamos nós. A ideia é que a Casa possa ser uma facilitadora nos assuntos que interessam a toda a coletividade e, claro, especialmente naqueles que dizem respeito às nossas empresas, de forma direta.

Todos esses direcionadores estão claros no Plano Estratégico. Queremos ser mais eficientes na atenção ao nosso associado, com um portfólio de serviços que realmente resolva problemas e contribua para a redução de custos e para a competitividade.

Da porta pra fora, nossa missão continua sendo buscar o melhor ambiente de negócios, com menos burocracia, carga de impostos mais justa, sistema tributário mais simples e uma infraestrutura que pese um pouco menos na composição dos custos.

Tudo isso impacta também no dia a dia das pessoas. Um ambiente de negócios mais favorável, a partir de uma infraestrutura mais moderna, que facilite à mobilidade e o acesso à educação e à saúde, com mais segurança, traz vantagens para todos.

É nesse sentido que a ACIJ trabalha, fazendo melhor a cada dia. Pensar na cidade tem sido uma obsessão da entidade e assim com certeza pensam as demais entidades empresariais. Seria de todo adequado que também os demais ambientes que servem a comunidade, também se reinventassem para poder sair da mesmice e se mostrarem mais úteis.

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *