catolica

Nutricionista egressa da Católica SC afirma que profissão está em evidência

Desde o ensino fundamental, as disciplinas favoritas de Jaqueline Schroeder (https://www.linkedin.com/in/jaqueline-schroeder-92018b103) tinham relação com ciências e biologia. No ensino médio, após fazer consultas com uma nutricionista e dois testes vocacionais indicarem a Nutrição, o caminho da jovem ficou ainda mais claro.

 

Nutricionista egressa da Católica SC afirma que profissão está em evidência
Nutricionista egressa da Católica SC afirma que profissão está em evidência (Foto: Divulgação)

 


“Decidi cursar Nutrição e sou muito feliz com a minha escolha. Foi excelente, não consigo me imaginar atuando em outra área. Sou realizada profissionalmente”, afirma. “A prática tende a ser bastante dinâmica devido à diversidade dos campos de atuação e dos diferentes casos atendidos. Na rotina do nutricionista, um dia será sempre muito diferente do outro, pois a profissão propõe diversos cenários e desafios”, acrescenta.

Jaqueline escolheu o campus de Joinville da Católica de Santa Catarina para realizar o seu ensino superior. “Ao longo da graduação, tive professoras que me inspiraram a seguir uma trajetória profissional similar à delas, e hoje as oportunidades estão surgindo para eu concretizar este objetivo e realizar sonhos no âmbito profissional”, conta.

A jovem realizou diversas atividades complementares à graduação e estágio extracurricular, que auxiliaram a ter um currículo diferenciado. “Durante o curso, é bom ficar atento à área que mais se identifica, para que possa ler mais a respeito, procurar oportunidades de estágio, e manter-se informado sobre as oportunidades de cursos, congressos e atividades complementares na área de interesse”, aconselha.

Uma das oportunidades que Jaqueline aproveitou foi a de atuar na avaliação e orientação nutricional à população, por meio da parceria firmada entre a Católica SC com o Serviço Social do Comércio (SESC), de Joinville. A participação frequente no Sesc Saúde me abriu portas para uma vaga de estágio extracurricular no setor de Educação em Saúde do Sesc, que realizei ao longo do ano de 2016. Este estágio me auxiliou a crescer bastante profissionalmente, pois pude lecionar e ministrar diversas palestras sobre alimentação saudável e prevenção ao câncer para grupos de idosos, crianças e funcionários de diferentes empresas”, conta.

A egressa concluiu a graduação em 2016, com muitas opções para trilhar. Um dos aspectos que mais me fascina nesta área é o grande campo de atuação. O profissional nutricionista pode seguir a área de saúde coletiva, atuando em unidades de básicas de saúde; nutrição clínica, em que pode trabalhar em consultórios e hospitais públicos e privados; nutrição esportiva, em academias e centros desportivos; produção de refeições, com gerenciamento unidades de alimentação e nutrição de empresas; na docência; no marketing nutricional; e realizar palestras sobre educação alimentar e nutricional”, pondera.

No mesmo ano em que se formou, Jaqueline realizou estágios curriculares obrigatórios em uma Unidade Básica de Saúde e no Hospital Municipal São José; apresentou um resumo científico originado do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) no 19º Encontro Nacional de Aleitamento Materno, realizado pela na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis; e conquistou uma vaga de residente de Nutrição no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt. Além disso, Jaqueline já atuou no Hospital Unimed; e no Hospital de Câncer de Barretos (Hospital de Amor) e no Hospital Sírio-Libanês, ambos no estado de São Paulo. Em fevereiro de 2019, uma nova conquista somou-se ao currículo da nutricionista: o título de especialista em Urgências e Emergências em Cuidados Intensivos, com a conclusão da Residência Multiprofissional em Saúde realizada durante dois anos.

A trajetória de Jaqueline fala por si só, mas para quem ainda está na dúvida se vale a pena estudar Nutrição, a egressa garante que sim, vale muito a pena. “Nos últimos anos, os profissionais nutricionistas têm sido bem remunerados com a crescente valorização da profissão e, felizmente, grande parte dos nutricionistas têm recebido remuneração mensal acima do piso salarial da profissão. As pessoas estão investindo mais na saúde e na qualidade de vida, motivo pelo qual procuram o nutricionista com frequência.”

A egressa ressalta que a necessidade de acompanhar a alimentação vai além de emagrecimento e estética: “A população encontra no trabalho do nutricionista a possibilidade de tratar doenças autoimunes, melhorar a fertilidade, melhorar a performance esportiva, realizar uma transição saudável para o vegetarianismo/veganismo, receber as orientações adequadas para a alimentação de bebês e crianças, recuperar o peso corporal perdido em uma hospitalização”.

Conforme Jaqueline, o campo de atuação também foi ampliado desde a Resolução nº 679, de 19 de janeiro de 2021, que regulamenta o exercício das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) pelo nutricionista. “O profissional pode, mediante a capacitação adequada por meio de cursos livres e pós-graduações, ampliar o seu atendimento com o emprego de Ayurveda, Medicina Tradicional Chinesa, Aromaterapia, Homeopatia e Terapia de Florais”, explica.

Depois de tantas experiências, a nutricionista viu seu interesse aumentar consideravelmente na direção de onde tudo começou: a sala de aula. “Ao longo da residência, percebi que eu gostava muito de orientar minhas colegas residentes, que iniciaram o programa depois de mim, e também os acadêmicos que realizavam visitas. Desde criança, sonho em ser professora. Eu me identifico com a atuação tanto na docência quanto na Nutrição Clínica, e pretendo conciliar estas áreas em minha carreira profissional”. Por isso, desde o segundo semestre de 2019, Jaqueline ingressou no Mestrado em Nutrição da UFSC, com foco em nutrição oncológica.

A formação

O curso de Nutrição da Católica SC oferece oportunidades para que o acadêmico complemente sua formação com diferentes componentes curriculares, atividades de extensão supervisionadas e projetos de aprendizagem colaborativas. É possível cursar outras disciplinas de interesse, componentes curriculares que trabalham competências sócio emocionais, participar de projetos comunitários, desenvolver estágio curricular supervisionado obrigatório e não obrigatório, trabalhar com projetos de pesquisa por meio da iniciação científica ou mesmo no TCC.

Os conteúdos programáticos estão relacionados com o processo de saúde-doença do cidadão, da família e da comunidade, integrado à realidade epidemiológica e profissional. As disciplinas do curso são estruturadas dentro de três grandes áreas: Ciências Biológicas e da Saúde, Ciências Sociais, Humanas e Econômicas e Ciências da Alimentação e Nutrição.

 

 

 

Por: Católica SC

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *