bolsas_estudo

Museu Fritz Alt apresenta exposição do artista que deu origem ao espaço

Museu Fritz Alt apresenta exposição do artista que deu origem ao espaço
Museu Fritz Alt apresenta exposição do artista que deu origem ao espaço

 

O Museu Casa Fritz Alt apresenta a exposição “A dialética do corpo” que reúne esculturas e esboços assinados pelo escultor alemão Fritz Alt, um dos mais emblemáticos artistas de Joinville.

Com esculturas de pequeno, médio e grande porte, a mostra retrata a relação da arte de Fritz Alt com o corpo humano, seus gestos e movimentos, bem como a diversidade de materiais utilizados e o processo de criação diferenciado, concebido pelo próprio artista.

“O processo de produção de Fritz Alt vinha desde o desenho, que partia de um modelo vivo ou de clipagens que ele fazia de imagens. Passava do desenho para a cerâmica, da cerâmica para o gesso, do gesso para a cera perdida e então para o bronze”, conta a educadora do museu, Deise de Oliveira.

A exposição traz, ainda, uma linha do tempo que inicia em 1873, com o nascimento dos pais de Fritz Alt, na Alemanha; narra o nascimento e a vinda do artista para o Brasil; seu casamento, já em Joinville, em 1926; momentos marcantes da sua trajetória profissional como a entrega do “Monumento ao Imigrante”, obra encomendada especialmente para celebrar o centenário da cidade, em 1951; e sua participação na aula inaugural da Escola de Artes Fritz Alt, pertencente à Casa da Cultura, em 1968, mesmo ano em que o artista veio a falecer.

A representação cronológica da vida de Fritz Alt faz também um paralelo da trajetória profissional do artista a importantes fatos ocorridos nos cenários histórico e cultural, em âmbitos nacional e internacional.

Além do caráter artístico, “A dialética do corpo” tem o objetivo de fomentar a educação patrimonial, conforme reforça Deise: “Este ano estamos valorizando a produção artística como patrimônio histórico e cultural da cidade porque entendemos que só a partir da valorização é que as pessoas vão aprender a preservá-lo. O acervo de Fritz Alt faz parte do patrimônio de Joinville. As pessoas devem vir visitar e usufruir de todo o complexo do museu que está aberto e com atividades de monitoria”.

Visitas às escolas

Além da visita à exposição que ocupa o anexo do Museu Casa Fritz Alt, os visitantes também podem aproveitar os jardins do local para atividades ao ar livre como leituras, rodas de conversa e piqueniques.

E a partir deste mês, já está em funcionamento o “Fritz Alt vai à escola”. Na atividade gratuita, a equipe de educadores do museu leva às instituições de ensino algumas obras pertencentes ao projeto de salvaguarda e jogos educativos para que os alunos conheçam, de forma lúdica, a obra de Fritz Alt, qual a importância do museu e da educação patrimonial.

As visitas ao Museu Casa Fritz Alt ou às escolas devem ser agendadas antecipadamente pelo telefone (47) 3433-3811 ou pelo e-mail educativofritzalt@gmail.com. O museu fica na rua Aubé, servidão Fritz Alt, no bairro Boa Vista. O horário de visitação é de terça-feira a domingo, das 10 às 16 horas. A entrada é gratuita.

O artista Fritz Alt

Contrário à guerra e descontente com o ensino das escolas de arte que frequentava na Alemanha, em 1922, Fritz Alt deixou seu país e veio para o Brasil, onde se instalou no Rio de Janeiro.

Como não tinha concluído o curso de escultura, sua profissão foi considerada indefinida e Fritz Alt foi enviado para trabalhar na lavoura, em Joinville. Em 1924, contraiu malária e foi tratado pelo médico militar do 13º Batalhão de Caçadores (atual 62º Batalhão de Infantaria) e passou a realizar serviços de pintura no local.

Em 1926, esculpiu o busto em bronze da princesa Dona Francisca, em comemoração aos 75 anos de Joinville. A partir de então, sua obra ganhou repercussão e espaço em locais como o Palacete Schlemm e Sociedade Harmonia Lyra.

Em meados da década de 1940, em parceria com o arquiteto e amigo Paul Helmuth Keller, Fritz Alt projetou sua casa-ateliê, com influência da cultura alemã, combinada a traços originais e funcionais que representam a personalidade do artista.

Fritz Alt faleceu em 1968 e, dois anos mais tarde, sua casa foi transformada em museu.

 

Mais notícias

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *