Mercado imobiliário de Joinville tem desempenho histórico em 2020

Vendas e lançamentos bateram recordes no segundo semestre do ano passado. Valorização dos imóveis também ficou acima da inflação  

Com um VGV (valor geral de vendas) de R$ 675 milhões em 2020, o setor imobiliário em Joinville tem bons motivos para comemorar: a cidade bateu recordes em número de empreendimentos lançados em um semestre (24 lançamentos de julho a dezembro), teve seu melhor resultado histórico em vendas em um único trimestre (704 unidades entre outubro e dezembro) e registrou aumento de 6,8% no preço médio do metro quadrado privativo em relação a 2019 – valorização acima da inflação.

 

Mercado imobiliário de Joinville tem desempenho histórico em 2020
Mercado imobiliário de Joinville tem desempenho histórico em 2020 (Foto: Divulgação)

 

Realizado pela Brain Inteligência Estratégica com exclusividade para o Sindicato da Indústria da Construção Civil de Joinville (SINDUSCON), o levantamento mostra como a cidade reagiu às incertezas provocadas pela Covid-19 e revela que o quarto trimestre do ano passado foi o melhor da série histórica iniciada em 2016.

“O mercado de Joinville vem demonstrando forte recuperação dos efeitos da pandemia do novo coronavírus. O aumento dos lançamentos tem permitido que o estoque imobiliário permaneça em constante equilíbrio, demonstrando que o setor está aquecido na cidade e respondendo às demandas da população”, explica Fábio Tadeu Araújo, economista e sócio-diretor da Brain.

Bastante expressivo em lançamentos e vendas, o 4T2020 teve um incremento de 152% no número de novas unidades residenciais lançadas em comparação ao mesmo período de 2019. Nas vendas, o aumento foi de 16% em relação ao trimestre anterior – de 609 unidades vendidas no 3º trimestre de 2020 para 704 unidades vendidas no 4º trimestre de 2020.

O VGV lançado deu um salto no último trimestre do ano passado em relação ao mesmo período de 2019: crescimento de 66,9%. No acumulado de 2020, lançamentos e vendas também aumentaram – 19% de incremento em unidades lançadas, somando 2.161 apartamentos, e 16% de acréscimo nas unidades vendidas, finalizando o 4º trimestre/2020 em 2.021 imóveis.

O presidente do SINDUSCON Joinville, Bruno Cauduro, diz que a cidade melhorou a oferta de imóveis por tipologia – com mais opções em todos as categorias – e incrementou os lançamentos de empreendimentos de médio e alto padrão. “Temos visto que a cidade conseguiu equilibrar seus estoques com opções de imóveis em todas as tipologias”, comenta.

Na avaliação do diretor da Indústria Imobiliária do sindicato, Mario Cezar Castro de Aguiar, o momento é histórico para o mercado imobiliário de Joinville. “Estamos muito otimistas com o que vem por aí. O número de lançamentos equilibrou a demanda e é um sinal expressivo do momento que vivemos, em que as pessoas estão com um novo olhar para o morar e buscando boas fontes de investimento.”

Em dezembro do ano passado, Joinville tinha em estoque 1.852 apartamentos novos, sendo quase 80% representados por unidades na planta ou em construção. O estoque na cidade somava, no final de 2020, o equivalente a R$ 880 milhões em VGV. Juntos, o Centro e os bairros América, Atiradores, Bom Retiro, Costa e Silva, Glória e Santo Antônio acumulam 66,7% dos empreendimentos, 55,8% dos lançamentos e 53,8% do estoque.

 

 

Por: Graziela Lindner

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *