Kovi, startup de mobilidade, vai receber aporte de R$ 500 mi

A Kovi, startup de mobilidade, vai receber aporte de R$ 500 milhões e pretende aumentar o número de veículos disponíveis para aluguel e ampliar o serviço para pessoas físicas.

A companhia foi fundada em 2018 e também quer passar dos 700 colaboradores para 900 funcionários até o fim deste ano.

O negócio da empresa abrange a locação de automóveis para motoristas de aplicativo. Entretanto, a Kovi quer expandir sua atuação atendendo ao público em geral. Trata-se do modelo de locação de carro por assinatura.

Kovi, startup de mobilidade, vai receber aporte de R$ 500 mi

Kovi

Em relação ao aporte recebido, o movimento foi capitaneado pelos fundos Valor Capital Group e Prosus Ventures, que é a antiga Naspers.

Os fundos Quona, GFC, Monashees, Ultra Venture Capital, Globo Ventures, Maya Capital e ONEVC também participaram da rodada.

A Kovi é uma empresa brasileira, fundada em 2018, com presença em praticamente todas as capitais, e tem um escritório no México.

A partir de agora, a startup cogita iniciar sua expansão global, mantendo o foco, ainda, na América Latina. Chile, Peru, Argentina e Colômbia estão no radar.

  • Conheça o Eleve CRM, nossa solução para vendas complexas

Atuação

A companhia destaca que, diferentemente de outras locadoras, que possuem frotas próprias, a Kovi não detém nenhum carro.

Isso porque negocia diretamente com as montadoras a locação dos automóveis, que depois de um tempo de uso são devolvidos às próprias fabricantes.

A meta é ter em seu portfólio 20 mil carros à disposição de seu público, bem como expandir sua equipe dos atuais 200 colaboradores para 900 funcionários.

Preços

A empresa explica que o cliente tem a opção de alugar um sedã por uma semana investindo R$ 299 para rodar até 100 quilômetros. Pagando R$ 469, ele fica livre de limitações.

Os motoristas de aplicativos representam 70% de sua clientela.

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *