Joinville participa da última etapa da pesquisa nacional

A partir de domingo (21/06) até terça-feira (23/06), Joinville participa da terceira e última etapa da pesquisa “Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil: Estudo de Base Populacional (Epicovid-19)”.

 

  (Foto: Reprodução/Internet)
Joinville participa da última etapa da pesquisa nacional (Foto: Reprodução/Internet)

 

Assim como nas fases anteriores, 250 pessoas realizarão o teste sanguíneo rápido para diagnóstico da Covid-19 e responderão a questionários sobre o perfil social e hábitos de prevenção à contaminação do novo coronavírus.

Os bairros abrangidos nesta última etapa, também serão os mesmos já visitados: América, Floresta, Itaum, Boehmerwald, Nova Brasília, Vila Nova, Costa e Silva, Santo Antônio, Bom Retiro, Aventureiro, Jardim Iririú, Iririú, Comasa, Boa vista, Adhemar Garcia, Ulisses Guimarães, Paranaguamirim, Espinheiros, Morro do Meio e Fátima.

A pesquisa Epicovid-19 é coordenada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), do Rio Grande do Sul, financiada pelo Ministério da Saúde e executada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística – IBOPE.

Em Joinville, além do apoio da Secretaria de Saúde do município, o trabalho vem recebendo boa receptividade da população e as metas de entrevistados foram alcançadas nas etapas anteriores. No entanto, algumas pessoas ainda têm dúvida sobre a autenticidade e segurança do trabalho.

“Os entrevistadores estão sempre identificados com crachá do Ibope e não precisam, necessariamente, entrar nas residências para fazer os testes. Além disso, para garantir a segurança da população, todos os profissionais são testados durante o trabalho de campo e apenas os que apresentam resultado negativo para a Covid-19 permanecem nas equipes. Os equipamentos de proteção também são trocados a cada entrevista, para não haver risco de contaminação”, explica a enfermeira da SES, Renata Heil.

Vale destacar, ainda, que a identificação dos pesquisadores pode ser confirmada pelo Web-Saúde, canal disponibilizado pela Secretaria da Saúde, pelo whatsapp. As mensagens de áudio, texto ou vídeo podem ser enviadas pelo número 3481-5165, de segunda a sexta-feira, das 7h às 22h.

 


Dados e estratégias

Os dados coletados durante a Epicovid-19 serão enviados e analisados pelo Ministério da Saúde. A pesquisa irá estimar a proporção de pessoas com anticorpos para a Covid-19 e analisar a evolução de casos na população brasileira, por meio de uma amostragem de participantes em 133 “cidades sentinelas”, que são os maiores municípios das divisões demográficas do país, de acordo com critério do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.

Além disso, o estudo vai determinar o percentual de infecções assintomáticas ou subclínicas; avaliar os sintomas mais comuns; obter cálculos precisos da letalidade da doença; estimar recursos hospitalares necessários para o enfrentamento da pandemia e, ainda, permitir o desenho de estratégias de abrandamento das medidas de distanciamento social com base em evidências científicas.

Em Santa Catarina, além de Joinville, também participam da pesquisa Epicovid-19 os municípios de Florianópolis, Criciúma, Lages, Chapecó, Caçador e Blumenau.

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *