Joinville é destaque na doação órgãos no Estado pela terceira vez consecutiva

Joinville é destaque na doação órgãos no Estado pela terceira vez consecutiva
Joinville é destaque na doação órgãos no Estado pela terceira vez consecutiva

 

 

 

A decisão de familiares pela doação de órgãos, no momento delicado e difícil da perda de alguém querido, é um ato de amor ao próximo que vem ajudando a salvar outras vidas. E essa atitude fez com que em 2019 ocorresse a captação de 155 órgãos destinados à doação. As ações foram realizadas no Hospital São José de Joinville, através da intermediação da Comissão Hospitalar de Transplantes (CHT).

Foi o terceiro ano consecutivo que a unidade hospitalar alcança os maiores indicadores do Estado, graças ao trabalho de acolhimento humanizado junto às famílias, e de divulgação de informações e sensibilização em instituições de ensino e de saúde.

Pelo trabalho realizado, a Central Estadual de Transplantes prestou homenagem ao HMSJ, no final do ano passado, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

“A peça chave nesse propósito de salvar vidas é o acolhimento da família, para ajudá-la a compreender a morte, elaborar o luto e decidir pela doação do órgão”, comenta o enfermeiro do HMSJ, Ivonei Bittencourt, coordenador da Comissão.É essencial, porém, que a pessoa com intenção de ser um doador de órgãos comunique previamente sua decisão aos familiares.

“Os familiares precisam ter clareza sobre o desejo do doador, porque, no momento difícil da perda, consigam processar, aceitar e autorizar que a doaçãoela aconteça”, explica Ivonei.A doação de órgãos e tecidos pode ocorrer após ter sido confirmada morte encefálica, que é a interrupção das funções cerebrais, ou também em vida.

 

 

 

 

Por: Secom

Mais notícias

Educa Mais Brasil

 

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *