Joinville celebra Dia do Trabalhador com mais vagas e fomento à geração de emprego e renda

Neste sábado, 1º de maio, Joinville tem um ótimo motivo para celebras o Dia do Trabalhador, porque registrou números positivos de empregos formais. De acordo com levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, Joinville teve 25.448 admissões e 20.540 desligamentos, com saldo de 4.908 novas vagas ocupadas no período.

 

Joinville celebra Dia do Trabalhador com mais vagas e fomento à geração de emprego e renda (Foto: Divulgação)

 

O desempenho supera o registrado nos mesmos meses de 2020, antes da pandemia, quando Joinville obteve 28.239 admissões, mas o número de desligamentos foi de 27.183, com saldo de 1.056 novas vagas ocupadas.

Nos primeiros dois meses deste ano, o setor que mais contratou em Joinville, em números absolutos, foi o de Serviços, com 13.173 admissões. Neste intervalo, foram 11.532 desligamentos, resultando no saldo de 1.641 vagas.

O setor da Indústria realizou 6.582 admissões e 4.232 desligamentos, apresentando melhor desempenho geral, com saldo de 2.350 vagas.

“Joinville tem muito potencial em relação ao mercado de trabalho e mesmo com a instabilidade que a Covid-19 gerou mundialmente, estamos conseguindo superar esses desafios, diminuindo o número de desligamentos dos trabalhadores, em nossa cidade”, analisa a secretária de Assistência Social de Joinville, Fabiana Cardozo.

 

Joinville investe na geração de emprego e renda

De acordo com a secretária Fabiana Cardozo, a Prefeitura de Joinville tem a importante competência de promover a emancipação dos usuários da SAS, por meio de qualificação e encaminhamento para o mercado de trabalho.

“Para tanto, se faz necessário pensar o indivíduo em sua integralidade e na garantia de acessos aos seus direitos fundamentais”, completa a secretária.

A Secretaria de Assistência Social desenvolve diversas ações para fomentar a geração de emprego e renda no município. Vinculado à Secretaria de Assistência Social (SAS), o CEPAT é responsável por fomentar a empregabilidade, priorizando a inclusão do cidadão. No primeiro trimestre deste ano, em parceria com o Sistema Nacional de Empregos (Sine) Joinville, foram realizados 8.665 atendimentos.

Uma delas é a Join.Cubo, incubadora pública que oferece capacitações a quem deseja empreender ou aos empreendedores que já possuem negócios estruturados. A incubação envolve temas como marketing, processos de qualidade, técnicas de venda, formalização do negócio, precificação de produtos e serviços, entre outros.

Em outra iniciativa, a Secretaria busca parceria com entidades para a viabilização de oficinas direcionadas à população de rua. Há, ainda, o planejamento de ações para o atendimento a imigrantes e deficientes, com o intuito de aumentar a empregabilidade.

 

 

Fonte: Prefeitura de Joinville / CDL 

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *