Joinville atinge número recorde de empregos via Cepat

Joinville atinge número recorde de empregos via Cepat
Joinville atinge número recorde de empregos via Cepat

 

O Centro Público de Atendimento aos Trabalhadores de Joinville (Cepat), órgão da Prefeitura de Joinville, fechou o mês de julho com um número recorde de colocação ou recolocação de trabalhadores no mercado. Foram 151 encaminhamentos de pedidos de trabalho bem sucedidos, dos quais 11 para pessoas com deficiência. Na média, as recolocações giram em torno de 50.

Em julho do ano passado esse número foi de apenas 22. “Essas 151 recolocações de agora nos surpreendeu pelo sucesso dos encaminhamentos”, avaliou o diretor executivo do Cepat, Mário José de Souza Leal.

No balanço de 2018 até julho, foram 489 garantias de emprego, sendo 430 para trabalhadores em geral, 32 para pessoas com deficiência e 27 para jovens aprendizes.

Todos os dias o Cepat atende em média 200 trabalhadores que, além de emprego, requerem emissão de Carteira de Trabalho, Carteira de Identidade, pedido de seguro desemprego, certidões ou inscrição em cursos de qualificação. É indispensável levar documento de identidade e comprovante de residência. O Cepat atende de segundas a sextas-feiras, das 8 às 14 horas, na rua Abdon Batista, 342, próximo ao Mercado Municipal.

Uma orientação importante aos trabalhadores em busca de emprego é que se dirijam ao Cepat em busca de uma vaga pré-existente. A lista é publicada semanalmente às segundas-feiras no site da Prefeitura de Joinville. Essa unidade pertence à Secretaria de Assistência Social (SAS), responsável por promover a gestão das políticas públicas de emprego e renda no Município, em conformidade com as diretrizes do Ministério do Trabalho e Emprego.

Ao fazer o cadastro, o candidato fornece informações sobre sua profissão, histórico como trabalhador, qualificações e recebe uma carta de encaminhamento para empresas interessadas. No fechamento do mês de julho, das 490 cartas de encaminhamento, 151 foram aprovadas com garantia de contratação.

“Esse é nosso trabalho. Fazemos a intermediação de mão de obra dentro dos princípios do programa Sine [Sistema Nacional de Empregos] e da política municipal voltada aos trabalhadores, incluindo as pessoas com deficiência”, destaca o diretor executivo Mário José de Souza Leal.

Segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, de janeiro a junho deste ano foram admitidos em Joinville 46.445 trabalhadores, contra 41.451 que perderam emprego, gerando um saldo positivo de 4.994 empregos.

 

 

Números comparativos de julho  2017               2018

(Re) colocações                                           22                      151

Trabalhadores inscritos                            682                    738

Encaminhamentos                                     332                    490

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *