evento_pj

JEC perde para o Operário-PR

JEC perde para o Operário-PR
JEC perde para o Operário-PR

 

Jogando na Arena Joinville, o Tricolor buscava mais uma vitória diante da sua torcida. Em um ótimo primeiro tempo, o JEC conseguiu sair com um empate. As coisas acabaram não se mantendo para a segunda etapa e o Joinville acabou sendo derrotado, de virada, pela equipe do Operário-PR

O JOGO

O primeiro tempo a equipe do JEC foi avassaladora, apresentou um ótimo futebol e criou muitas chances. A primeiro foi aos quatro minutos, quando Jean Lucas finalizou de fora da área. O Operário-PR não conseguia trabalhar a bola e chegar na área adversária. Já aos 14 minutos, uma chance bem mais clara. Zotti cobrou na área e Gualberto testou bonito, o goleiro Simão fez uma grande defesa. A resposta do adversário veio somente aos 20 minutos, mas Matheus deu segurança para o Tricolor. Bola jogada na área, desviou e em dois tempos, Matheus conseguiu fazer a defesa. O Joinville se manteve no ataque e foi recompensado, aos 25 minutos. Eduardo Person arrancou da intermediária, chegou até a área adversária e tocou para Grampola. Ele dominou e bateu de esquerda, Simão espalmou e Zotti estava lá para pegar o rebote e estufar a rede. Já nos 40 minutos da primeira etapa, o JEC teve uma grande chance de ampliar o marcador. Jean Lucas puxou um ótimo contra-ataque, rolou para Zotti que bateu de chapa e a bola acertou a trave. Grampola pegou o rebote, ajeitou para Breno e Simão fez um verdadeiro milagre. Já nos acréscimos, em um lance de infelicidade, bola cruzada na área e Gualberto acabou mando para a própria meta: Joinville 1×1 Operário-PR, e fim da primeira etapa.

O inicio do segundo tempo pareceu promissor para o JEC, mostrando que o ritmo seria mantido. Breno recebeu bom passe de Schmöller, invadiu a grande área e tocou para trás, Zotti deu um carrinho na bola e ela acabou indo para fora. Só que não foi bem assim que as coisas aconteceram. Com 13 jogados, Eduardo acabou furando o corte, André Baumer desarmou Erick e a bola bateu no jogador do Fantasma, ele saiu cara a cara com o Matheus e mandou uma bomba para virar a partida. O gol embalou o adversário, aos 17, Robinho recebeu um ótimo passe e saiu cara a cara com o goleiro Tricolor, que saiu bem e fez a defesa. O time do JEC acabou desencaixando na segunda etapa e o Operário aproveitou. Aos 21 minutos, contra-ataque do Operário, Erick saiu cara a cara com Matheus e finalizou, mas o goleirão Tricolor fez uma grande defesa. Tanta insistência acabou em gol. Xuxa cobrou o escanteio, Peixoto subiu livre e ampliou o marcador. A equipe do Joinville não conseguiu criar mais, manteve a bola na área adversária e não conseguiu criar grandes oportunidades. Final de jogo: JEC 1×3 Operário-PR.

Após o duelo, o técnico Marcio Fernandes resumiu a atuação da equipe tricolor. “É difícil a gente ficar procurando algum responsável, ou o que faltou. No final do primeiro tempo a gente poderia ter matado o jogo e fomos pro intervalo com o empate. Tem coisas no futebol que é complicado de explicar, hoje fizemos uma grande partida, com um excelente primeiro tempo. Mas às vezes quando o coletivo vai bem, o individual não acaba indo tão bem. Mas isso vou resolver no olho a olho, conversando com eles internamente. Aconteceu. Agora é levantar a cabeça, e fazer eles entenderem que não acabou o campeonato. Temos cinco chances ainda, o mínimo que a gente pode fazer e tentar e ir até o final”, afirmou.

O Joinville volta a campo no próximo sábado, contra o Cuiabá, fora de casa.

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *