Guarda Municipal de Joinville discute cidadania, bullying e drogas nas escolas

Guarda Municipal de Joinville discute cidadania, bullying e drogas nas escolas
Guarda Municipal de Joinville discute cidadania, bullying e drogas nas escolas

Entre suas diversas atribuições, a Guarda Municipal de Joinville tem a função de contribuir com a segurança escolar.

Mas essa tarefa não se restringe apenas à área externa e entorno das escolas. Com o projeto educativo Farda Azul, a corporação está atuando dentro das salas de aula, envolvendo professores, diretores, funcionários, pais e alunos em ações de conscientização sobre cidadania, bullying e drogas.

“Esses temas foram identificados por meio de conversas com orientadores, diretores e professores das escolas. A Guarda Municipal complementa o trabalho da Polícia Militar, que realiza o Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas), trabalhando com turmas de 6o ao 9o ano do Ensino Fundamental”, conta o guarda municipal Newton Wilson Rodrigues, um dos agentes à frente do projeto.

Neste ano, o projeto Farda Azul está sendo realizado em 18 escolas municipais e, até o final do ano, oito mil crianças devem ser envolvidas na ação.

O conteúdo é elaborado com base em diretrizes como o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e o regimento de trabalho da Guarda Municipal e, a cada trimestre do ano letivo, um dos temas é discutido.

O primeiro deles é Cidadania. Nesta abordagem, além de falar sobre o Regimento Único Escola da Secretaria de Educação de Joinville (SED), os guardas municipais reforçam que as regras da escola também estão previstas em lei.

De acordo com o guarda municipal Rafael Tomaz Ouriques, a valorização à escola, à educação e a conscientização dos alunos sobre como se preparar para o futuro, são os eixos centrais do tema.

“Por meio dessa ideia que iniciamos a palestra sobre cidadania, para que eles se entendam como cidadãos e saibam que devem participar ativamente da comunidade, inclusive na questão da segurança”, completa.

De intensa repercussão no ambiente escolar, o Bullying o e Cyberbullying representam o segundo tema abordado pelo projeto Farda Azul.

“Neste assunto, iniciamos a abordagem com outro aspecto. Explicamos o que é o bullying, quais são os atos, como se configura e quais as penalidades administrativas, tanto que a escola pode impor quanto as medidas socioeducativas previstas pelo ECA”, explica Ouriques.

Em relação ao cyberbullying são apresentadas dicas como não manter perfis públicos nas redes sociais, evitar a publicação ou compartilhamento de vídeos e fotos que exponham a intimidade.

No terceiro assunto, Drogas e Fumígenos, um dos alertas dados pelos guardas municipais é a caneta ou cigarro eletrônico. Mesmo com a importação e comercialização proibidos no Brasil, o dispositivo é cada vez mais presente entre os jovens e, geralmente, passam desapercebidos por pais e professores.

Também integrante do Farda Azul, o guarda municipal Marcio Lemos destaca a linguagem plural do projeto e sua efetividade na questão da prevenção: “Temos momentos diferentes dentro da abordagem dos temas, abrangendo aspectos técnicos e pedagógicos. Dentro do conteúdo, fazemos um planejamento que contempla momentos de motivação, compreensão do assunto e entrega da mensagem que queremos passar para os alunos”.

Por: Secom

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *