GOL volta a operar em Joinville e soma 250 voos em sua malha aérea de julho

Companhia volta a atender 100 mercados nacionais com ampliação das operações. Os aeroportos de Guarulhos, Galeão e Brasília ganham reforços de conectividade para todo o País, enquanto 14 novas bases regionais são reativadas

 

GOL passa a operar 250 voos em sua malha aérea de julho
GOL passa a operar 250 voos em sua malha aérea de julho

 

Companhia volta a atender 100 mercados nacionais com ampliação das operações. Os aeroportos de Guarulhos, Galeão e Brasília ganham reforços de conectividade para todo o País, enquanto 14 novas bases regionais são reativadas

Em resposta ao crescimento da demanda por voos no País e à necessidade de atender cidades que dependem do recebimento de cargas de emergência durante a crise do coronavírus, a GOL Linhas Aéreas, maior Companhia aérea doméstica nacional, com quase 20 anos de história, anuncia a ampliação de sua malha aérea para julho. Serão 250 voos diários que atenderão 100 diferentes mercados brasileiros, um reforço no poder de conectividade da nova malha, que entra em vigor no dia 1º e segue até o fim deste mês.

Em comparação com junho, cuja malha aérea contempla 100 voos diários, a de julho, contará com 250 operações, representando um aumento de 150% nas decolagens da GOL – um índice ainda tímido frente à potencialidade da Companhia, hoje atuando com apenas 30% de sua capacidade.

“O transporte aéreo é um serviço essencial para o País, principalmente em um momento como o atual. Na GOL, a demanda dos Clientes é parte da importante decisão de oferecer o serviço de uma rota, sempre levando em conta as medidas de Segurança, em conformidade com os órgãos competentes tanto no Brasil como no Exterior”, afirma Celso Ferrer, vice presidentes de Operações da GOL.

Se em junho os aeroportos de Brasília (BSB), Galeão (GIG), no Rio de Janeiro, e Guarulhos (GRU), em São Paulo, já obtiveram mais destaque, em julho, serão fortalecidos com ainda mais rotas. Brasília volta a ser um dos hubs da Companhia, passando a se comunicar com 14 novos mercados (11 operados pela GOL e 3 pela companhia parceira VOEPASS), entre eles, Florianópolis (FLN), Vitória (VIX) e Campo Grande (CGR), oferecendo aos brasilienses maior comodidade no deslocamento para capitais nacionais. Ressalta-se que 6 dos 11 mercados são exclusivos da Companhia na Capital Federal: Aracaju (AJU), Goiânia (GYN), Florianópolis, Maceió (MCZ), Natal (NAT) e Vitória.

Ainda sobre Brasília, o aeroporto internacional Presidente Juscelino Kubitschek passa a receber mais voos provenientes de capitais da região Norte: Palmas (PMW), Boa Vista (BVB), Rio Branco (RBR), Porto Velho (PVH), Belém (BEL), Manaus (MAO) e Macapá (MCP) terão até 6 voos semanais, garantindo rápidas conexões dessas capitais às principais cidades das regiões Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste.

No Nordeste, a Companhia retoma as importantes ligações locais e para grandes destinos no Sudeste e Norte. Exemplo disso são os voos diretos de Salvador para Recife, João Pessoa, Natal, Fortaleza, Vitória, Belo Horizonte, Rio de Janeiro/Santos Dumont, além de inaugurar serviços para Viracopos (Campinas) e Vitória da Conquista da capital baiana. Já em Fortaleza, voltam as operações da empresa para Belém, Manaus, Teresina, São Luis e Santarém.

Destacando sua posição nos mercados regionais, 14 bases da Companhia serão retomadas em julho. Oito delas, executadas pela GOL: Sinop (OPS), no Mato Grosso, Vitória da Conquista (VDC), na Bahia, Passo Fundo (PFB), no Rio Grande do Sul, Joinville (JOI), em Santa Catarina, Cascavel (CAC), no Paraná, Uberlândia (UDI), em Minas Gerais, Santarém (STM), no Pará, e Viracopos (VCP), em Campinas (SP). A partir de Viracopos, por exemplo, os Clientes poderão seguir rumo a Brasília, Salvador e ao Rio de Janeiro/Galeão.

Ainda no contexto regional, a VOEPASS, em acordo com GOL, realizará voos para 6 destinos: Barreiras (BRA), na Bahia, Araguaína (AUX), no Tocantins, e São José do Rio Preto (SJP), em São Paulo, que se conectam com a Capital Federal, ao passo que Dourados (DOU), no Mato Grosso do Sul, Rio Verde (RVD), em Goiás, e Araçatuba (ARU), em São Paulo, se ligarão a Guarulhos.

O Aeroporto Internacional de São Paulo (GRU) é, portanto, contemplado com reforço da oferta de voos para os destinos já citados, e ainda outros, como Foz do Iguaçu (IGU), Navegantes (NVT), Porto Alegre (POA), Cuiabá (CGB), Goiânia, Campo Grande, Belém (BEL), além de capitais do Nordeste. O aeroporto de Congonhas se mantém com os seguintes destinos: Rio de Janeiro/Santos Dumont (SDU), Belo Horizonte (CNF), Brasília, Porto Alegre, Salvador (SSA) e Recife (REC).

A retomada das decolagens do Santos Dumont para Guarulhos e Salvador (assim como novos horários para Brasília e Porto Alegre) e o incremento das rotas no aeroporto internacional do Galeão para diferentes cidades brasileiras são os highlights de julho no Rio de Janeiro. São elas: Curitiba (CWB), Vitória, Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre, Florianópolis, Aracaju, Maceió, Recife, João Pessoa, Natal e Fortaleza, assim como a volta dos voos para Foz do Iguaçu, Navegantes, Manaus e Viracopos. Dessa forma, a GOL reforça sua completa liderança na capital fluminense.

Os bilhetes para o mês de julho estão disponíveis e podem ser adquiridos no site http://www.voegol.com.br, no aplicativo da Companhia, nas lojas GOL nos aeroportos, pelo telefone da Central de Relacionamento, 0300 115 2121, e nas agências de viagem.

Para ter acesso a todos os destinos, dias e horários que compõem a malha aérea de julho de 2020, da GOL, clique em: http://www.voegol.com.br/pt/informacoes/voos-gol
Por: In Press Porter Novelli
Mais notíciasEduca Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *