Bolsas Educa +

Fies 2020: saiba o que acontece agora para os selecionados e inadimplentes

Fies 2020: saiba o que acontece agora para os selecionados e inadimplentes
Fies 2020: saiba o que acontece agora para os selecionados e inadimplentes

Financiamento permite o pagamento do curso após sua conclusão 

Hoje (2), é o último dia para o estudante pré-selecionado no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) prestar informações referentes à inscrição. Neste ano, cerca de 270 mil pessoas se inscreveram para concorrer a 70 mil vagas, ou seja, quase quatro candidatos por vaga, conforme o Ministério da Educação (MEC). Diante da concorrência, muitas pessoas ficaram de fora da seleção. Para estas, ainda há chance de conseguir uma vaga pela lista de espera que prossegue até 31 de março. 

A inserção dos candidatos não selecionados no Fies na lista de espera é feita automaticamente e os estudantes devem acompanhar a sua situação no site do programa. O Fundo de Financiamento Estudantil é uma das formas de ingresso ao ensino superior em instituições particulares. 

O Fies é muito procurado por estudantes que não têm condições de arcar com a mensalidade da graduação e, por meio do programa, podem conseguir uma bolsa integral ou parcial, conforme a renda. Foi por meio do Fies que a farmacêutica Luana Ferreira conseguiu estudar e concluir o curso que almejava. Ela formou-se em 2014 e, atualmente, trabalha na área. Porém, não é todo estudante que consegue se colocar no mercado de trabalho logo após a sua formação e, por isso, acaba tendo dificuldades para pagar o Fies. Para estas pessoas, é preciso realizar a renegociação.

 

Como solicitar a renegociação do Fies?

A renegociação do Fundo de Financiamento Estudantil é feita juntamente com a instituição financeira onde foi contratado o benefício.

O prazo de amortização pode ser solicitado por qualquer estudante e pode ser ampliado em até três vezes o valor do financiamento, desde que esteja dentro das seguintes exigências:

  • Contratos assinados até o dia 14 de janeiro de 2010;
  • No período de solicitação o contrato deve estar nas fases de amortização I e II do financiamento;
  • A prestação deve ter um valor superior a R$ 100,00 (cem reais);
  • As fases de amortização I e II do financiamento não devem ultrapassar o prazo de permanência do estudante na condição de financiado, ou seja, a soma dos prazos não deve ser superior a três vezes o prazo, acrescido de 12 (doze) meses.

O pedido é feito por meio do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES) e, após a solicitação da renegociação Fies 2020, o estudante deve ir até o agente financeiro onde o contrato foi firmado para formalizar o pedido de adesão com um Termo Aditivo ao contrato de financiamento, que deve ser assinado pelo estudante financiado e seu fiador na agência.

A renegociação da dívida do Fies pode ser feita pelo estudante quando o Comitê Gestor do Fies (CG-Fies) autorizar o refinanciamento, divulgando prazos e datas. Ano passado, o refinanciamento foi permitido para os contratos aderidos até o segundo semestre de 2017.

 

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Mais notícias

Educa Mais Brasil

 

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *