catolica

Egressa de biomedicina é aprovada em pós-graduação no Instituto Albert Einstein

Recém-formada em biomedicina pela Católica SC de Joinville, a egressa Amanda Matthies, de 24 anos, está prestes a encarar um grande desafio. A jovem inicia, em março, uma pós-graduação em prevenção e controle de infecção hospitalar no Instituto de Ensino e Pesquisa do Albert Einstein, em São Paulo.

 

Egressa de biomedicina é aprovada em pós-graduação no Instituto Albert Einstein
Egressa de biomedicina é aprovada em pós-graduação no Instituto Albert Einstein (Foto: Divulgação)

 

“As expectativas estão muito altas, estou ansiosa por todos os aprendizados que estão por vir”, comenta. Amanda encontrou sua vocação para a biomedicina após cursar a disciplina de microbiologia na graduação de nutrição. “Me apaixonei pela área e tive todo o apoio dos professores e coordenação para mudar”, relembra.

Esse suporte aos alunos, aliado à excelente formação dos professores e oportunidades que a Católica oferece além da sala de aula são aspectos que, para a biomédica, fazem a diferença. “Os projetos comunitários, iniciação científica, estágios, métodos de aprendizado, projeto integrador. Tudo isso contribui, e muito, para o crescimento profissional e pessoal”, destaca.

Para quem deseja seguir essa área, Amanda indica “abraçar as oportunidades que surgirem”. “Com certeza, elas vão gerar um conhecimento que se tornará um diferencial lá na frente. Sonhe alto e não se conforme em fazer apenas o mínimo, dedique-se para ser e fazer o melhor que puder em cada situação”, aponta a jovem.

 

Trajetória profissional

Durante a graduação, Amanda teve diversas experiências profissionais. Ela fez estágio no setor de controle de infecção hospitalar da Maternidade Darcy Vargas, e também na área de análises clínicas do Laboratório Municipal, ambos em Joinville. “Além da microbiologia, sou apaixonada por epidemiologia e saúde coletiva, então essas oportunidades foram incríveis para minha formação”, avalia.

A biomédica ainda foi bolsista de iniciação cientifica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), entidade ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. “Assim, descobri que a parte de pesquisa e docência é mais uma que me interessa profissionalmente”, observa.

No momento, o foco da jovem é continuar estudando, afinal, ela tem uma pós-graduação no Instituto Albert Einstein pela frente. Após esse período, Amanda deseja atuar no setor que está se especializando e se aprofundar nas pesquisas para, quem sabe, no futuro, dar aulas e conciliar o lado acadêmico com o hospitalar.

 

Sobre a formação

O bacharel em biomedicina formado pela Católica SC é um profissional generalista, humanista e com capacidade crítica e reflexiva para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e intelectual.

Ele poderá exercer atividades referentes às análises clínicas, citologia oncótica, análises hematológicas em bancos de sangue, análises moleculares, produção e análise de bioderivados, análises bromatológicas, análises ambientais, bioengenharia, análise por imagem e ações em programas de promoção, manutenção, prevenção e proteção da saúde. Tudo isso, pautado em princípios éticos e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio.

O curso de biomedicina da Católica SC é baseado na demanda da região, bem como em diretrizes e fundamentações específicas. A graduação oferece oportunidades para que o acadêmico tenha uma formação completa: é possível cursar, além das disciplinas obrigatórias, outras disciplinas de interesse (optativas), participar de projetos comunitários, desenvolver projetos de pesquisa por meio da iniciação científica ou mesmo no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e participar do Projeto de Aprendizagem Colaborativa (PAC) e de outras atividades complementares extracurriculares.

 

Por: Católica SC

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *