Saiba onde descartar resíduos eletroeletrônicos em Joinville e região

Saiba onde descartar resíduos eletroeletrônicos em Joinville e região
Saiba onde descartar resíduos eletroeletrônicos em Joinville e região

 

Moradores de Joinville e região têm 15 locais disponíveis para descartar resíduos eletroeletrônicos. A iniciativa da Câmara Setorial de Materiais de Construção da CDL de Joinville leva o nome de Recicl@ e completa três anos em 2019, com a parceria da Rede Concasa, da Weee.do – Logística Reversa de Eletroeletrônicos, que faz a separação dos materiais deixados nos ecopontos, e do Comitê para Democratização da Informática de Santa Catarina (CPDI-SC), que remonta computadores, oferece cursos e outras atividades. Também há o acompanhamento da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (Sama) de Joinville.

Somente em 2018 foram coletadas cerca de oito toneladas de resíduos, que geraram 192 computadores completos doados para instituições cadastradas no projeto em nível estadual. O material recolhido semanalmente vai para a Wee.do, em Florianópolis, que seleciona o que pode ser recuperado e entrega para a CDISC e outras empresas especializadas em reciclagem. O que não tem mais utilidade é descartado corretamente.

Para exemplificar o nível de responsabilidade ambiental dos envolvidos no projeto, as placas-mães de computadores são enviadas para a Holanda. Isso porque o Brasil ainda não tem empresas que fazem o descarte 100% correto desse resíduo, explica o empresário William Escher, da Câmara Setorial de Materiais de Construção.

O diretor executivo da Weee.do, engenheiro sanitarista e ambiental Mark Jacobowitz Rae, destaca a importância de iniciativas como esta para o meio ambiente e a saúde da população. Segundo ele, os resíduos eletroeletrônicos são considerados potencialmente perigosos, devido à possível presença de materiais tóxicos como mercúrio, chumbo e outras substâncias químicas.

 

O que pode e o que não pode

Os ecopontos localizados nas lojas de materiais de construção participantes recebem qualquer aparelho eletroeletrônico, como micro-ondas, computadores, televisores, monitores, teclados, mouses, impressoras, estabilizadores, cabos, no-breaks, acessórios e componentes que o proprietário não utiliza mais. Mas não aceitam televisores com vidro quebrado ou abertos, pilhas ou tonners de impressoras avulsos.

Para eletrodomésticos (como geladeira e máquina de lavar roupas) e móveis, o procedimento é outro. O morador deve fazer contato com a Ambiental, pelo telefone (47) 3436.8090, de segunda a sexta-feira, e solicitar o recolhimento.

 

O QUE PODE SER DESCARTADO NOS ECOPONTOS:

-CPU e servidor

– Componentes (fonte, placa eletrônica, memória, processador, HD, drive de CD e DVD, cooler)

– Periféricos (mouse, teclado, estabilizador, no-break, impressora, fax, scanner, copiadora, multifuncional, modem, roteador, decodificador, fonte)

– Notebook e fonte

– Celular, central telefônica, walkie-talkie, aparelho telefônico, rádio comunicador

– Aparelhos de CD / DVD / Bluray, som

– Monitor/Televisor CRT, LCD, LED, Plasma etc.

– Equipamentos diversos com placas de circuito impresso

– Cabos e fios em geral

– Peças de manutenção industrial (transformadores, painéis de controle, disjuntores e outros)

– Eletrodomésticos diversos (liquidificador, forno microondas, aspirador de pó, forno elétrico, ventilador, ferro elétrico, ou seja, qualquer um que não seja de linha branca)

 

O QUE NÃO PODE SER DESCARTADO NOS ECOPONTOS:

– Pilhas e baterias de celular (avulsas)

– Tonners e cartuchos de impressora (avulsos)

– Eletrodomésticos contendo gases perigosos (geladeiras, aparelhos de ar condicionado, etc.)

– Lâmpadas de qualquer natureza

– Eletrodomésticos de linha branca

– CD, DVD, Fita VHF, disquete

 

ONDE DESCARTAR:

Borges

  • Rua Aracaju, 271, Centro de Balneário Barra do Sul

Casa e Construção

  • Rua Evaristo João Heck, 337, Espinheiros

Casa Feliz

  • Av. Firmino da Silva, 136, Parque Guarani

Casa Mil

  • Rua Paranaguamirim, 268, Paranaguamirim

Constrói

  • Rua Nara Leão, 20, Adhemar Garcia

Ilumina

  • Rua Olavo Bilac, 680, Pirabeiraba
  • Avenida Santos Dumont, 6.800, Aventureiro

Gil

  • Av. Júpiter, 1.618, Jardim Paraíso

Hiperlar

  • Rua Jilliard Higor de Mira, 57, Itinga

Jolu Materiais de Construção

  • Rua das Cegonhas, 1.078, Jardim Iririú

Messias

  • Rua Otto Pfuetznreuter, 59, Costa e Silva
  • Rua Baltazar Buschle, 705, Espinheiros

Nardell

  • Rua Lagoinha, 1.328, Morro do Meio

PJ

  • Rua Boehmerwald, 2.152, Parque Guarani
  • Estrada Geral da Barra do Itapocu, 7.527 / Araquari

 

 

 

SAIBA MAIS SOBRE AS ENTIDADES ENVOLVIDAS NO PROJETO:

Câmara Setorial de Materiais de Construção
Criada em 2015, a Câmara Setorial de Materiais de Construção da CDL de Joinville é formada por um grupo de empresários do setor, que se reúnem periodicamente para discutir assuntos relacionados à categoria, para trocar experiências e buscar soluções em conjunto. O coordenador atual é William Escher, do Messias Materiais de Construção. Mais informações: www.cdljoinville.com.br

 

Rede Concasa
A Rede Concasa foi formada em 2009 por empresas do ramo do varejo de materiais para construção com o objetivo de trabalhar em equipe. Cada loja associada é identificada com a marca da rede, com a fachada sendo personalizada na cor laranja. As principais preocupações da Concasa são o desenvolvimento empresarial dos integrantes, a qualificação dos colaboradores e a manutenção da qualidade dos produtos. Mais informações: www.redeconcasa.com.br

 

Weee.do
A Weee.do promove a logística reversa dos resíduos eletroeletrônicos e assegura sua destinação ambientalmente adequada, gerando valor para clientes e sociedade por meio de um modelo de negócio sustentável, responsável e de qualidade. Waste from Electrical and Electronic Equipment (Weee) refere-se ao universo dos resíduos de equipamentos eletroeletrônicos. “Do” é a responsabilidade compartilhada, que exige pró-atividade de todos. Mais informações:http://weee.do/site/

 

CPDI-SC
O Comitê Para Democratização da Informática de Santa Catarina (CPDI-SC) tem a missão de transformar vidas e fortalecer comunidades de baixa renda por meio da capacitação nas tecnologias da informação e comunicação e de um aprendizado complementar voltado à prática da cidadania e do empreendedorismo. Mais informações: http://www.cdisc.org.br/

 

Mais notícias

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *