canal_jec

Depois de madrugada caótica em Joinville, manhã é de limpeza para famílias atingidas pela chuva

Depois de madrugada caótica em Joinville, manhã é de limpeza para famílias atingidas pela chuva
Depois de madrugada caótica em Joinville, manhã é de limpeza para famílias atingidas pela chuva

 

A chuva forte aliada ao pico da maré castigaram os moradores de Joinville entre a noite desta quinta-feira (14) e a madrugada desta sexta. Ruas viraram rios, com direito a forte correnteza. Em alguns locais, a água chegou a cobrir pela metade automóveis que estavam parados na rua.

Quando o dia clareou, foi possível ter uma dimensão maior dos estragos, e perceber que eles não foram poucos. A água baixou e nas ruas que viraram corredeiras restaram lixo, entulhos e muita, muita lama. Quem teve as casas invadidas pela água tentava limpar a sujeira e contabilizar o prejuízo.

O som que mais se ouvia pelos bairros da cidade eram os de rodo, vassouras e lavadoras de pressão, nesta manhã.

Por volta das 9 horas, uma moradora da rua Cunha Porã, no bairro Floresta, ainda tinha mais de um palmo de água dentro de casa. Ela tentava se livrar da inundação jogando a agua que acumulou no quarto pela janela. Perto dalí, em um condomínio da rua Barra Velha os moradores do térreo estavam desolados ao ver que a água tinha danificado móveis e eletrodomésticos novos.

O governo Municipal orientou aos moradores que tiveram móveis e utensílios atingidos pelos alagamentos, a deixar estes materiais na frente das residências para que o serviço de limpeza, feito pela concessionária Ambiental faça o recolhimento. Mas atenção, é necessário agendar o recolhimento pelo telefone (47) 3436-8090.

 

Prefeitura faz balanço da chuvarada e divulga orientações

Por volta das 10 horas desta sexta-feira (15) a Prefeitura de Joinville divulgou um boletim atualizado da situação das chuvas em Joinville. De acordo com a Defesa Civil, em seis horas choveu cerca de 117 milímetros. Esta quantidade de chuva era prevista para ser distribuída em 20 dias.

A Defesa Civil registrou até às 9horas 29 ocorrências em Joinville. A maioria delas são deslizamentos (18) e quedas de muros devido à força da água. Foram 11 no total. Apesar de tudo isso, não há registro de feridos e desabrigados.

No bairro Petrópolis, duas residências foram interditadas pela Defesa Civil devido à queda de muro. Secretaria de assistência social vai até o início da tarde para avaliar a situação das famílias e saber se há necessidade de se criar abrigos no município.

O terminal Central do Transporte Coletivo – que ficou interditado durante a madrugada e início da manhã – já foi liberado aos usuários.

A chuva também prejudicou o atendimento do Restaurante Popular Adhemar Garcia, que ficará fechado nesta sexta-feira (15). O problema foi que os funcionários da unidade não conseguiram chegar ao trabalho. O Restaurante Popular do bairro Bucarein segue com atendimento normal.

A água também alagou o Museu Sambaqui que ficará fechado nesta sexta. Já as escolas da rede municipal permanecem abertas, porém algumas atividades podem estar limitadas devido aos impactos da chuva no acesso dos servidores e alunos.

 

Mais notícias

 

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *