Dança e ginástica melhoram qualidade de vida de idosos em unidade de saúde de Joinville

Dança e ginástica melhoram qualidade de vida de idosos em unidade de saúde de Joinville
Dança e ginástica melhoram qualidade de vida de idosos em unidade de saúde de Joinville

 

 

Idosos que poderiam estar recolhidos em suas casas sujeitos a várias doenças típicas de velhice estão em plena atividade por meio da dança sênior e ginástica. Eles fazem parte do grupo que se reúne há três anos na Unidade Básica da Saúde da Família Leonardo Schlikmann, no bairro Iririú, e esbanjam alegria e disposição.

A prática nasceu por iniciativa da enfermeira Margarida Dalcin, que conta com o apoio de três agentes comunitárias de saúde na coordenação das coreografias e avaliação dos idosos. A semente foi o trabalho realizado pelo Serviço Organizado de Inclusão Social (Sois), também da Secretaria da Saúde, que promove a inclusão de pessoas com transtornos mentais.

“A dança sênior foi a opção como forma preventiva a doenças típicas da idade pelo isolamento e transtornos. Hoje já estamos com 40 pessoas em plena atividade”, explica a enfermeira Margarida Dalcin.

O primeiro desafio da proposta foi a capacitação que a enfermeira e agentes de saúde tiveram que fazer por iniciativa própria para aprender coreografias especiais para os idosos marcadas pela leveza dos compassos e movimentos.

Egon Miers, com 75 anos é um dos mais velhos do grupo e já sente os benefícios. “Tem sido muito bom pelo bem-estar físico e mental que a gente ganha”, resume.

Em Joinville a prática de atividade lúdica com idosos tem como maior referência o Instituto Bethesda, considera a sede nacional da Dança Sênior. Na UBSF Leonardo Schlikmann a dança sênior tornou-se uma prática integrativa de promoção à saúde que trabalha o físico, mental, social e lúdico.

Alguns dos resultados relatados pelos participantes incluem a diminuição no uso de medicamentos, convivência social intensificada, melhoras significativas nas reflexões cotidianas, aumento da disposição e concentração no desenvolvimento das atividades diárias.

A dança é realizada no auditório da UBSF todas as segundas-feiras das 15 às 16h15. A atividade é desenvolvida pelas Agentes Comunitárias  de Saúde (ACS) Aparecida  Eli  Pankratz  Smoger, Sandra Eloisa Antoniazzi e Sílvia Regina Russi e coordenado pela enfermeira Margarida Dalcin.

 

 

Por: Secom

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *