Coronavírus: matriz de risco aponta Joinville em situação grave

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou neste sábado, 5, a Matriz de Risco Potencial e indicou melhora da semana passada para esta. Além da região da Grande Florianópolis, que se manteve no patamar grave (cor Laranja), a região Nordeste, onde Joinville está inserida, e a do Médio Vale do Itajaí também melhoraram índices e saíram da situação gravíssima (cor vermelha) para a grave. As demais 13 regiões de saúde permanecem no nível gravíssimo para transmissão da Covid-19.

 

Coronavírus: matriz de risco aponta Joinville em situação grave (Foto: Divulgação)
Coronavírus: matriz de risco aponta Joinville em situação grave (Foto: Divulgação)

 

A redução no número de novos casos em Joinville e região impactou na transmissibilidade, o indicador com maior recuo na comparação com a semana passada. A pontuação da regional de Saúde, formada por 13 municípios, teve redução sensível, de 3,125 para 3, mas suficiente para sair do “gravíssimo” para “grave”. O limite é 3.

Com o novo recuo na matriz, Joinville poderá ampliar a lotação em determinadas atividades, assim como os ônibus poderão circular com até 70% da capacidade (hoje o limite é de 50%). Na segunda-feira (7), a Prefeitura de Joinville irá publicar novo decreto.

A maior preocupação permanece sendo a capacidade de atenção, o que avalia a taxa de ocupação de UTIs em todo o Estado. Todas as regiões foram avaliadas com risco máximo (nota 4). As maiores variações são notadas no índice de transmissibilidade (variação do número de casos), que está na cor laranja em 14 regiões.

 

 

Por: CDL Joinville

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *