Consequências da prisão de mais um presidente

Consequências da prisão de mais um presidente (Foto: ACIJ)
O maior evento sobre comércio exterior do Sul do país acontece em abril (Foto: ACIJ)

 

 

É motivo de vergonha para todos os brasileiros ver dois ex-presidentes presos por corrupção e um terceiro chefe de Estado sob suspeita. Torna-se evidente, nos últimos 16 anos, especialmente, o país foi saqueado e os efeitos colaterais sentidos em todos os segmentos da sociedade, desde os morais aos econômicos. Nunca saberemos o quanto foi desviado. E, a recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em transferir à Justiça Eleitoral muitos processos oriundos da Operação Lava Jato vai, certamente, atrasar bastante as investigações e o julgamento dos processos.

 

“Esperam-se desdobramentos com outras prisões”

 

Demoraremos em ter paz e conseguir fazer com que o Congresso Nacional faça as votações necessárias, esperadas pela sociedade. Não é somente a reforma da Previdência que está em jogo, mas toda a nova legislação acerca das contribuições sociais sobre a folha de pagamento e as reformas política, fiscal e tributária. Entretanto, tudo depende da votação da Previdência. Sendo aprovada, tudo começa com ela. Não sendo, tudo termina com ela.

As prisões na semana passada, do ex-presidente Michel Temer e a do sogro do presidente da Câmara dos Deputados, podem causar perturbações no Congresso Nacional porque ambos pertencem aos partidos com uma bancada de 68 deputados e 22 senadores. As delações estão em análise, esperam-se desdobramentos com outras prisões de políticos de expressão. Tudo leva a crer: não teremos condições de dar foco às reformas necessárias se não tivermos serenidade. No entanto, depois da prisão do Temer, a esquerda terá de abandonar o discurso de que o ex-presidente Lula era um perseguido político.

 

O maior evento sobre comércio exterior do Sul do país acontece em abril

Estão abertas as inscrições para o Meeting Comex 2019, o maior evento sobre comércio exterior do Sul do país. Com programação voltada para relações internacionais econômicas, o cadastro pode ser realizado pelo site da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ) ou na plataforma Sympla ao valor de R$ 150 para associados e R$ 180 para não associados. A organização é do Núcleo de Negócios Internacionais e a oitava edição acontece no Centro de Convenções e Exposições Expoville.

A aquisição do passaporte inclui: palestras de abertura e encerramento, 14 workshops e feira. Na programação, temas como abertura de mercado internacional, exportação e importação, geopolítica, inovação e tecnologia, direito alfandegário, logística, benefícios fiscais, entre outros. Como destaque a palestra intitulada Uma nova leitura econômica do mundo com Eduardo Moreira, eleito o terceiro melhor economista do país pela Revista Investidor Institucional.


Diretas

SOCIAL: O histórico do surgimento do Observatório de Joinville é tema de palestra nesta segunda-feira, 25, às 16h30, na ACIJ. Também serão apresentadas as pesquisas, os registros e a transparência das ações públicas. A organização é do Núcleo das Mulheres Empreendedoras.

SISTEMA: O Núcleo de Meio Ambiente da ACIJ promove curso de geoprocessamento. Será nos dias 15, 16, 18 e 22 de abril ao valor de R$ 255 para associados, são somente 15 vagas. A palestrante será a engenheira florestal Betina Doubrawa, formada pela UFPR.

INOVAÇÃO: No dia 11 de abril, em Rio do Sul, acontece o 3º Encontro de Núcleos de Inovação de Santa Catarina, vinculados às entidades empresariais. A programação conta com palestras sobre criatividade, relacionamento, atendimento comercial, transformação digital, robotização, análise de dados e tendência vendas.


Agenda


Você sabia?

No Índice de Percepção da Corrupção, entre 180 nações, o Brasil ocupa a 105ª posição no ranking mundial com uma pontuação de 35. É o valor mais baixo dos últimos sete anos. (Fonte: Transparency International)

 

Por: ACIJ 

Mais notícias

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *