Conselho das Entidades une forças para conscientizar associados sobre o avanço da COVID-19

Na manhã desta quinta-feira, o Conselho das Entidades recebeu o secretário da Saúde de Joinville, Jean Rodrigues. O grupo, formado pela CDL, ACIJ, ACOMAC e AJORPEME, teve a oportunidade de conhecer o panorama do município no enfrentamento ao avanço de novos casos da COVID-19. Segundo o secretário, a gestão optou por não fechar os estabelecimentos, apenas restringir a capacidade de atendimento em 30%: “Observamos que as pessoas estão desrespeitando as orientações e realizando festas de família, encontros entre amigos, sem utilização de máscaras e outras medidas necessárias. Por isso, vamos intensificar a fiscalização e o monitoramento. Precisamos de um esforço conjunto para que as ações surtam efeito”.

O secretário pediu o auxílio das entidades para conscientizar as empresas e seus funcionários. “Temos feito um grande esforço para manter tudo aberto e funcionando. Se cada um não fizer a sua parte, não teremos estrutura hospitalar para atender a todos”, ressaltou.

Também participaram da reunião a gerente da Vigilância Sanitária de Joinville, Edilaine Pasquali; a gerente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde de Joinville, Chana Beninca; o médico infectologista e coordenador do Centro de Triagem de Joinville, Luiz Henrique Melo; o médico infectologista do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, Marcelo Mulazani; e a médica da Vigilância em Saúde de Joinville e do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), Monica Damásio.

O médico infectologista, Luiz Henrique Melo, reforçou que os cuidados que são seguidos dentro das empresas devem ser levados para a casa dos colaboradores. “A utilização de máscaras, álcool gel e distanciamento social são as melhores formas de prevenção”, afirmou. O médico infectologista Marcelo Mulazani complementou: “O desconforto de usar a máscara é transitório. Mas esse desconforto individual não pode estar acima do sofrimento de uma família que perdeu alguém”.

 

 

Apoio das entidades

Durante o encontro, o Conselho das Entidades firmou o compromisso de orientar seus associados e a comunidade a seguirem as orientações da Secretaria da Saúde, com o objetivo de diminuir a propagação da doença no município. O tema da reunião é o lema da campanha de comunicação #FaçaSuaParte lançada em agosto pela CDL e outras entidades empresariais e que está sendo veiculada novamente nas redes sociais.

 

“A pandemia trouxe prejuízos para o comércio, restaurantes e bares com o fechamento total no primeiro semestre. Com o aumento de casos, a CDL Joinville teme que ocorra o pior, com os empresários tendo que fechar as portas, voltar a demitir ou até mesmo falir. Os lojistas estão tentando recuperar os prejuízos e as vendas de dezembro são a esperança do comércio. Precisamos nos conscientizar, evitar aglomerações para baixar o número de casos e, assim, manter as empresas abertas e a população empregada.”

José Manoel Ramos, presidente da CDL Joinville

 

“A proteção à vida vem em primeiro lugar e o momento exige muita cautela, foco e disciplina para frear os atuais índices de contaminação do novo coronavírus. Temos a missão de informar e orientar os colaboradores das nossas empresas para que todos percebam a importância de cumprir os protocolos de segurança à saúde tanto no ambiente de trabalho quanto nos momentos de folga, no convívio familiar.”

Marco Antonio Corsini, presidente da ACIJ

 

“Precisamos, nesse momento, conscientizar os nossos associados e os nossos colaboradores. Estar preparados para o aumento dos casos de infectados pelo Coronavírus. Reforçar que as confraternizações, festas em família, devem ser feitas com muita precaução. Até termos uma vacina eficaz, todo cuidado é pouco. Imaginávamos que logo estaríamos livres desse problema, mas, infelizmente, a realidade está sendo outra.”

Ivonei Arnaut, presidente da Acomac Joinville

 

“Precisamos do apoio de todos para conter o avanço do coronavírus. As empresas estão fazendo seu papel, mas os colaboradores também precisam assumir a responsabilidade fora do ambiente de trabalho. Com a ajuda de todos, vamos preservar a saúde e conseguir manter os negócios funcionando, gerando emprego e renda para Joinville.”

Adael dos Santos, presidente a Ajorpeme

 

 

 

 

 

Por: CDL Joinville

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *