CNDL se manifesta contra elevação de alíquotas do IOF nas transações de crédito

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), principal entidade representativa de livre adesão do Varejo do país, se manifesta contrária ao decreto editado pela Presidência da República, na quinta-feira (16), que eleva as alíquotas do Imposto sobre a Operações Financeiras (IOF) nas transações de crédito de pessoas físicas e jurídicas.

 

CNDL se manifesta contra elevação de alíquotas do IOF nas transações de crédito (Foto: Divulgação)
CNDL se manifesta contra elevação de alíquotas do IOF nas transações de crédito (Foto: Divulgação)

 

O Decreto, apesar de ter a nobre intenção de custear o programa Auxílio Brasil, impacta negativamente o setor de Comércio e Serviços, maior gerador de empregos do país, já tão acometido pela pandemia e pelas restrições de funcionamento impostas pela crise sanitária.

O setor varejista vinha buscando junto ao governo federal soluções que trouxessem isenções e facilidades de acesso ao crédito, tão escasso para as micro e pequenas empresas. Além de caminhar na contramão das necessidades das empresas, o Decreto aumenta ainda mais a já elevada carga tributária do Brasil e contraria a promessa do governo de que não haveria aumento de impostos na atual gestão.

A CNDL entende que não é justo pensar em aumento de impostos sem que antes seja discutida a reforma administrativa e, consequente, o debate sobre o tamanho do Estado brasileiro.

As empresas do setor de Comércio e Serviços não podem, mais uma vez, pagar a conta de um sistema de arrecadação ao mesmo tempo voraz e ineficiente.

 

 

Por: CDL Joinville

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *