Assistência Social recolhe três toneladas no projeto Nosso Bairro Limpo Paranaguamirim

Assistência Social recolhe três toneladas no projeto Nosso Bairro Limpo Paranaguamirim
Assistência Social recolhe três toneladas no projeto Nosso Bairro Limpo Paranaguamirim

 

 

O projeto Nosso Bairro Limpo, do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Paranaguamirim, por meio da Rede de Articulação, realizou o dia D de limpeza e conscientização do projeto no último sábado (8), e recolheu aproximadamente três toneladas de lixo. O mutirão de limpeza durou toda a manhã e contou com o apoio do projeto Ação Assim (Assistência Social Itinerante Municipal), das Secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, Educação e Saúde, de comércios locais e da empresa Ambiental.

Equipadas com luvas, sacos de lixo, carrinhos de mão e carros de apoio para transporte dos resíduos, cerca de 70 pessoas iniciaram os trabalhos de limpeza no bairro. Durante o trajeto de cerca de quatro quilômetros, mais pessoas foram se juntando ao movimento. A equipe do Cras e da Rede de Articulação, acompanhada pelo Conselho Local de Saúde, por moradores e estudantes, percorreram oito ruas do loteamento Ana Júlia, laterais da avenida Kurt Meinert.

“O mutirão representou a união que a formação dessa rede de articulação de moradores, de lideres de associação, de pessoas que estiveram ali trabalhando pela comunidade e provaram que é sim possível se organizar em sociedade com ações concretas que vão fazer a diferença na construção histórica do bairro Paranaguamirim”, destacou Cleiton Barbosa, coordenador do Cras Paranaguamirim.

Para o depósito do lixo recolhido, foram disponibilizadas quatro caçambas pela Terraplanagem Medeiros, separadas em madeira, reciclável, alvenaria e outros materiais, destinados ao aterro sanitário. Um carro de som acompanhou todo o trajeto e anunciou aos moradores sobre a ação. Segundo Jair Fernandes, coordenador do projeto Ação Assim, muitas pessoas da comunidade se juntaram ao movimento e abraçaram a causa.

“É importante que a população perceba que ela pode fazer isso. Nós íamos passando e os próprios moradores se mobilizavam e começaram a recolher o lixo. Em alguns meses vamos ter resultados muito bons nesta região”, conta Fernandes. O objetivo, segundo ele, é criar e fortalecer lideranças nas ruas da comunidade, para que assumam o papel de cuidado do espaço público e incentivem outros moradores.

 

Projeto Nosso Bairro Limpo

As ações do projeto Nosso Bairro Limpo já distribuíram sete mil guias educativos e folhetos sobre a destinação correta do lixo e cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypt, transmissor da dengue. Três escolas da região receberam visitas em todas as turmas dos três turnos para a conscientização. Uma maquete da Águas de Joinville ensinou aos estudantes o caminho e os ciclos da água na natureza até chegar às torneiras.

Foram fixados pontos para descarte de lixo eletrônico em três locais do bairro. A comunidade da Paróquia São Miguel Arcanjo vai promover um tapete vivo em torno de uma vala no Estêvão de Matos, com flores e árvores. “A rua Éfeso foi usada como modelo para a comunidade. A Ambiental limpou e pintou o meio fio e mostrou como pode ficar nosso bairro. Foi plantada uma árvore grande que dará muito frutos”, comenta Fernandes.

O projeto surgiu após discussões sobre os problemas com o lixo encontrados no bairro, descartado em terrenos baldios e valas, e a percepção da necessidade de conscientização sobre a destinação correta dos resíduos.

 

 

Por: Secom

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *