Águas de Joinville orienta sobre a ligação correta na rede de esgoto

A Companhia Águas de Joinville iniciou a fiscalização domiciliar das ligações de esgoto nos bairros Bom Retiro, Saguaçu, Costa e Silva e Espinheiros.

O serviço, que não tem custo para o morador, será realizado em todos os imóveis onde já existe rede de esgoto instalada na rua. As inspeções têm como objetivo principal verificar se há conexão de esgoto e se a ligação foi executada da forma correta, orientando os moradores em caso de irregularidades.

 

Águas de Joinville orienta sobre a ligação correta na rede de esgoto (Imagem: Divulgação)

 

Profissionais da empresa terceirizada Terra Norte realizam a fiscalização. Moradores e síndicos de prédios residenciais ou comerciais, dos quatro bairros, podem agendar a vistoria pela central telefônica 115. A Terra Norte também faz contato por telefone para agendar as visitas.

O proprietário ou o locatário precisa estar no imóvel para receber os fiscais. Se não for possível, o morador presente deve ser maior de 18 anos.

Os técnicos, que entram no imóvel para realizar a vistoria, trabalham em dupla, vestem camiseta azul e são identificados com o nome da terceirizada e a escrita “a serviço da Águas de Joinville” nos uniformes e nos carros. Eles também portam crachá com a identificação da companhia. Além disso, seguem medidas preventivas como uso de máscara, higienização das mãos com álcool, limpeza dos veículos e dos demais materiais utilizados.

Com auxílio de corantes e uma máquina de fumaça, a dupla identifica o caminho percorrido pelos efluentes dentro da tubulação. Dessa forma, os fiscais analisam se a água do banheiro, lavanderia, cozinha e churrasqueira do imóvel está corretamente direcionada à rede de esgoto e se a água de calhas e piscina está escoando para a rede de drenagem.

Ligações irregulares causam mau cheiro e contaminação do meio ambiente, facilitando a proliferação de doenças como verminoses, cólera e hepatite. Além disso, podem causar extravasamentos nas ruas e refluxo de esgoto nos imóveis.

Quando uma irregularidade é encontrada, o morador é orientado a providenciar a correção em até 60 dias e informar à Águas de Joinville. Quem não cumprir as adequações está sujeito à multa.

A previsão é que, no início, sejam realizadas cerca de 700 fiscalizações por mês. “O objetivo é dobrar esse número à medida que mais profissionais forem sendo treinados”, afirma Janine Smania Alano, gerente de Esgoto da Águas de Joinville.

A fiscalização domiciliar já é uma prática da Companhia Águas de Joinville desde 2014, visando garantir a instalação correta das ligações domiciliares de esgoto, orientar moradores em caso de irregularidades e contribuir com o meio ambiente, já que a conexão adequada evita extravasamentos de esgoto nas ruas e refluxo nas casas.

 

 

Por: Secom

Mais notícias

Educa Mais Brasil

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *