evento_pj

A importante geração de empregos

A importante geração de empregos
A importante geração de empregos

 

Terminamos o ano de 2015 com um déficit de mais de 10 mil empregos, com relação ao ano anterior. Uma cidade que perde tantos empregos representa um indicativo da maior crise econômica em que o País foi mergulhado pela má gestão dos seus governantes.

Hoje recuperamos, uma boa parte destes empregos, mas ainda continuamos com um déficit em torno de 2,5 mil vagas. Não fosse a greve dos caminhoneiros, seguramente este número estaria quase zerado.

Analisando os segmentos econômicos, percebe-se que houve crescimento em todas as áreas, especialmente na de serviços e na indústria em geral.

Entretanto, a construção civil é o que apresenta retomada mais lenta e que ainda não recuperou os empregos na velocidade esperada. Caso o setor de construção tivesse reagido com mais vigor, por certo o problema já estaria próximo ao equilíbrio. Há um forte represamento nos licenciamentos e isso acaba por retardar a recuperação do setor. De qualquer sorte, não chega a ser um número assustador para a cidade que conta com mais empresas do que de desempregados.

Com relação ao ano de 2015, Joinville ainda apresenta um déficit de empregos. Entretanto, não é um número significativo para o potencial da cidade, já que se cada empresa contratasse apenas um empregado, solucionaria o problema e teríamos um superávit significativo. Oxalá o comércio tenha um desempenho satisfatório neste segundo semestre e absorva parte deste contingente. Ninguém merece passar mais um Natal sem emprego.

Compartilhe
Entidade:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *